quinta-feira, 24 de setembro de 2020

EM CABO DELGADO (MOÇAMBIQUE) ASSISTIMOS A UMA ENORME TRAGÉDIA HUMANITÁRIA

 

Em Moçambique vivem-se tempos muito difíceis. É preciso mostrar a nossa solidariedade, mas também ir além dela. O que algumas multinacionais europeias estão a fazer no território é parte do problema. (Marisa Matias)

 

ANTICORPOS: FORMAÇÕES EM DESOBEDIÊNCIA CIVIL

 

Para a ação do 5 de Outubro, vamos preparar-nos adequadamente, de forma a assegurar a nossa segurança e a de todas as pessoas que nos rodeiam.

Nas nossas Formações de Desobediência Civil vamos treinas as técnicas de ação direta não-violenta e organizar grupos de afinidade (grupos de 5-10 pessoas, que contem com confiança e alinhamento entre elas) para assegurar o desenrolar da ação.

Não é necessária a inscrição e a participação é gratuita e aberta a todas as pessoas.

Climáximo


INVESTIMENTO PÚBLICO, BENEFÍCIOS PRIVADOS?

 

(22 de Setembro) reunimos com responsáveis das farmacêuticas mundiais que receberam fundos europeus e estatais para desenvolver uma vacina para a Covid-19. ainda estamos longe de ter garantias, mas estas farmacêuticas assinaram um acordo recente par a produção que coloca todo o risco do lado público. Além disso, mantém a propriedade intelectual do que vierem a desenvolver e não revelam a estrutura de custos ou os procedimentos que estão a usar até que seja obtida a vacina. Foi sobre isso mesmo que me dirigi às farmacêuticas neste debate. Estamos a falar de muito investimento e sabemos que a capacidade atual de produção de todas as vacinas no mundo é de 5 mil milhões de unidades, ao passo que necessitamos de 8 mil milhões de unidades só para vacinar cerca de metade da população para a covid-19. Investimento público, benefícios privados… (Marisa Matias)

 

RELEMBRANDO O MASSACRE DE MILHARES DE PALESTINIANOS NOS CAMPOS DE REFUGIADOS DE SABRA E SHATILA

 
"Uma sobrevivente do massacre de Sabra e Shatila segura uma imagem de ele própria junto dos corpos do marido e dos seus três filhos.
Em 16 de setembro de 1982, a ocupação israelita assassinou 3500 pessoas inocentes nos campos de refugiados palestinianos de Sabra e Shatila no Líbano" (Toto Lolo)

FRASE DO DIA (1447)

 
Num tempo em que todos os poderes são escrutinados por mecanismos exteriores, continua a prevalecer nos tribunais uma cultura de fechamento à sombra da qual é fácil abrigarem-se práticas de desvio aos ditames do Estado de direito e até da simples legalidade.

José Manuel Pureza, “Visão”

 

A EMERGÊNCIA NÃO É UMA POLÍTICA

 

O reforço dos instrumentos de resposta á pobreza tem sido incontestavelmente importante no contexto da pandemia. Mas a emergência não é uma política. Numa EU em que, já em 2018, 1 em cada 5 pessoas vivia em situação de pobreza, deve haver compromisso sobre uma estratégia estrutural, com medidas económicas e reforço dos serviços públicos, que atue em todas as frentes para que a pobreza possa ser evitada em vez de corrigida. Justiça social não se fará de remendos e apoios de último recurso. (José Gusmão)

 

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

SAUDAÇÃO DE MARISA MATIAS NO DIA MUNDIAL DE LÍNGUAS GESTUAIS

 

Em Portugal e no Mundo muitas pessoas Surdas são postas de lado, é preciso interpretes em todos os serviços públicos e o ensino da língua gestual nas escolas. (Marisa Matias)


LIBERDADE PARA ASSANGE!

 
O grande crime de Assange foi revelar ao mundo os crimes de guerra cometidos pelos EUA.

A GRANDE URGÊNCIA É A CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA O SNS

 

Catarina Martins criticou o fim dos debates quinzenais com o primeiro-ministro, proposta levada a cabo por PS e PSD, defendendo a necessidade de se debater as urgências do país.

A coordenadora do Bloco voltou a insistir na contratação de mais profissionais para o SNS, proposta aprovada no Orçamento do Estado e que acabou por não se concretizar, alertando que temos menos médicos durante a pandemia, levando a uma ainda maior pressão sobre o SNS e a incapacidade de dar respostas nas áreas fora da Covid-19.

Catarina Martins explicou ainda que as propostas do Bloco para responder à crise social e económica, como o reforço do subsídio de desemprego e do subsídio social de desemprego, a criação do rendimento social de cidadania e o acesso a apoios públicos apenas para empresas que não despeçam e que prolonguem os contratos de trabalho.

 

FRASE DO DIA (1446)

 
Num momento em que crescem as forças que nos querem dividir, temos de indignar-nos com a catástrofe humana e de sentir empatia por quem fugiu com a família da guerra e da fome.

Ricardo Moreira, Jornal Económico

 

INICIATIVA LEGISLATIVA CIDADÃ SOBRE INSEMINAÇÃO POST MORTEM

 

Ouvimos hoje na Comissão de Saúde os promotores de uma iniciativa legislativa cidadã sobre inseminação post mortem. É um absurdo impedir a utilização de material criopreservado pra realização de um projeto parental estabelecido. ´´E um absurdo obrigar à destruição deste material para depois a mulher ir para uma lista de espera para aceder a material anónimo de um dador que pode estar vivo ou morto.

Este absurdo tem de ser corrigido. O Bloco acompanha os objetivos dos promotores e apresentou também um projeto de lei para permitir a inseminação ost mortem em situações em que exista um projeto parental claramente estabelecido. (Moisés Ferreira)


terça-feira, 22 de setembro de 2020

600 MULHERES APOIAM CANDIDATURA PRESIDENCIAL DE MARISA MATIAS

 

É com muita emoção que recebo o apoio destas 600 mulheres incríveis e lutadoras, que todos os dias trabalham para um país e um mundo mais igualitário. Estamos juntas! (Marisa Matias)

Mais Aqui e Aqui

 

SOBRE O PROJETO DE APROFUNDAMENTO E ALARGAMENTO DO PORTO DE PORTIMÃO

 

Ontem (21 setembro), reuniões do Bloco de Esquerda, de âmbito parlamentar, com a Junta de Freguesia de Ferragudo (Presidente e Secretário) – com a presença do movimento “Defensores de Ferragudo – NÂO à destruição! SIM à reservação! e com a Câmara Municipal de Lagoa (Presidente).

Objeto da reunião: ouvir as diversas entidades – que devem ser envolvidas – no Projeto de Aprofundamento e Alargamento do Porto de Portimão.

Para o Bloco de Esquerda, o projeto deverá ser ambiental, social e economicamente sustentável. Um projeto que seja equilibrado, positivo para o Algarve e, principalmente, para os concelhos de Lagoa e Portimão. Um projeto que salvaguarde e valorize o vasto património arqueológico subaquático existente no Rio Arade. (João Vasconcelos)

 

FRASE DO DIA (1445)

 
Manter e até aumentar os salários é, por isso, uma das mais eficazes medidas anticrise, como ficou demonstrado na legislatura anterior, quando o acordo PS-Bloco permitiu elevar o salário mínimo até 600 euros.

Mariana Mortágua, JN


PARA HAVER JUSTIÇA CLIMÁTICA TEM DE HAVER JUSTIÇA SOCIAL

 

Segundo um novo relatório da Oxfam, os 1% mais ricos do mundo são responsáveis por mais do dobro das emissões de CO2 do que os 50% mais pobres.

É por isso que para haver Justiça Climática tem de haver Justiça Social.

É por isso que no dia 5 de outubro vamos sair à rua numa ação de desobediência civil em massa e é por isso que uma das nossas reivindicações de emergência é a criação de um novo escalão de IRS máximo, aplicado aos rendimentos superiores a 150 mil euros anuais brutos, com a taxação fixada em 99%.

Assim, com os 1% a pagarem 99%, podemos pagar por uma transição energética justa para atingir neutralidade Carbónica em 2030 e garantir direitos básicos como habitação, educação, alimentação, energia ou transportes para todas as pessoas.

Mais Aqui