terça-feira, 27 de setembro de 2022

O GOVERNO CONTINUA A FALHAR AOS ESTUDANTES, DEIXANDO-NOS À MERCÊ DE UM MERCADO DE ARRENDAMENTO CARACTERIZADO PELA ESPECULAÇÃO E INFLAÇÃO

 

Com o início de mais um ano letivo, vemos um maior número de jovens a ingressar no Ensino Superior, mas muitos destes estudantes, sobretudo deslocados, deparam-se com a dificuldade que é arranjar uma casa ou um quarto onde viver.

O Governo prometeu 12 mil camas em residências universitárias entre 2019 e 2022, mas sabemos hoje que nenhuma dessas camas prometidas foi entregue, mantendo-se a oferta de 15 mil camas públicas de 2018.

O número de camas disponíveis no alojamento estudantil público para estudantes deslocados não chega aos 10%, uma das mais baixas percentagens na União Europeia.

O Governo falhou aos estudantes e continua a falhar, deixando-nos à mercê de um mercado de arrendamento caracterizado pela especulação e inflação. Resulta da falta de uma resposta pública de habitação uma taxa 10.8% de abandono do Ensino Superior no primeiro ano de licenciatura.

Exigimos camas onde dormir, tetos sob os quais possamos viver e condições dignas para que estudar no Ensino Superior não seja apenas uma miragem. (via Jovens do Bloco)


FRASE DO DIA (1929)

 
Portugal é o país mais desigual da Europa – mas a resposta é reduzir os rendimentos dos pensionistas, punir os assalariados, subir os juros. 

Francisco Louçã, “Expresso” online


LULA PODE GANHAR LOGO NA PRIMEIRA VOLTA DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS BRASILEIRAS

 

Via “O Esquerdista”


A PALAVRA DO PAPA EM DEFESA DOS MIGRANTES

 
In "Diário de Coimbra"

CHEGA ENCARNA O ÓDIO CONTRA ABRIL

 
Via Bernardino José Guia

FIM À IMPUNIDADE E ÀS VIOLAÇÕES DOS DIREITOS HUMANOS NO IRÃO

 

#Irão Mahsa Amini, de 22 anos, trazia na cabeça um véu que deixava à vista um pouco de cabelo.

Foi morta enquanto estava sob custódia policial no Irão.

Milhares de pessoas ocuparam ruas com manifestações por justiça, dignidade e liberdade em todo o país. Contudo, estas manifestações têm sido brutalmente reprimidas pelas autoridades iranianas.

✊Não podemos ficar indiferentes.

👉É necessário agir para proteger a liberdade destas pessoas!

⚡️Assine agora a petição para acabar com a impunidade e as violações de direitos humanos aos manifestantes pacíficos no Irão. (AI)

https://www.amnistia.pt/.../liberdade-de-expressao-e.../


segunda-feira, 26 de setembro de 2022

HÁ QUE ACABAR COM ESTE CAMINHO DESTRUTIVO QUE FAZ COM QUEM TRABALHA SEJA CADA VEZ MAIS POBRE E A ELITE CADA VEZ MAIS RICA

 

A alternativa à extrema-direita é um projeto de comunidade, a soberania popular, o respeito por quem trabalha e serviços públicos de qualidade. Temos de acabar com este caminho destrutivo que faz com quem trabalha seja cada vez mais pobre e a elite cada vez mais rica. (Catarina Martins)


FRASE DO DIA (1928)

 
Há países onde se fazem estudos para tomar decisões. Aqui, eles são feitos para as evitar.

Daniel Oliveira, “Expresso” online


DONATIVOS CHEGA

 

Os Champalimaud e os Mello são clãs de poder económico construídos pela força do privilégio. Cresceram à sombra do Estado Novo. O Cavaquismo resgatou-os do exílio. Veio a farra de privatizações dos governos da alternância. Estão hoje na folha de pagamentos da extrema-direita. (via Adriano Pereira Campos)


PRESIDENTE DA BOLÍVIA NA ONU, EM DEFESA DA SOBERANIA SOBRE OS RECURSOS NATURAIS DO PAÍS

 
Via Annur tv

domingo, 25 de setembro de 2022

O BLOCO DE ESQUERDA É FINANCIADO PELOS CIDADÃOS...

 

Muito oportuno. (Via Adriano Pereira Campos) 

FRASE DO DIA (1927)

 
À luz destes graves e demasiado familiares desafios à democracia do Brasil, Portugal tem o dever de estar atento a todas as iniciativas que ameacem incitar à violência política no país e minar a integridade do seu processo eleitoral.

Grupo de 24 deputad@s da AR, incluindo toda a bancada do BE, “Público”


MENTEM COM A MAIOR DESFAÇATEZ

 

Fernando Medina: a economia portuguesa está a crescer acima de cada um dos países da União Europeia.

Mais Aqui


BE PROPÕE CRIAÇÃO IMEDIATA DE APOIO AO PAGAMENTO DE RENDA PARA ESTUDANTES AÇORIANOS DESLOCADOS

 

Bloco de Esquerda propõe criação imediata de apoio ao pagamento de renda para estudantes açorianos deslocados na região ou no continente.


BE-AÇORES ALERTA PARA PREJUÍZOS DA SATA

 
In "Correio da Manhã"